Curso de pós-graduação em Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas

 

RODOLFO FRANCO PUTTINI

 

 

MEDICINA E RELIGIÃO NO ESPAÇO HOSPITALAR

 

 

TESE DE DOUTORADO APRESENTADA À PÓSGRADUAÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE
CAMPINAS PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE DOUTOR EM SAÚDE COLETIVA
ORIENTADORA: PROFA. DRA. ANA MARIA CANESQUI

 

UNICAMP
2004

RESUMO

Com o propósito inicial de identificar e analisar as características e a emergência de instituições hospitalares administradas por religiosos do espiritismo, o objetivo deste trabalho é compreender as relações entre diferentes agentes terapêuticos, que utilizam simultaneamente terapias religiosas e médicas no espaço médico. 

Escolhemos apenas uma organização hospitalar que oferece assistência médica e espiritual às pessoas portadoras de deficiências múltiplas. Utilizamos a metodologia de Pierre Bourdieu (praxiologia), elaboramos entrevistas estruturadas e as aplicamos a agentes religiosos e profissionais da saúde com roteiros específicos. 

Depois de interpretarmos a literatura espírita (Allan Kardec, Bezerra de Menezes, André Luiz e médicos espíritas), analisamos as relações de forças entre quatro tipos de agentes: agentes religiosos espíritas, agentes espíritas dirigentes, agentes religiosos híbridos, agentes profissionais da saúde e agentes profissionais da saúde híbridos. Nesse contexto, identificamos um caso de cura híbrida, espiritual e biomédica.

Concluímos a respeito de um campo de lutas simbólicas entre agentes. Nesse espaço hospitalar de natureza híbrida, que favorece a compreensão das relações entre agentes que utilizam práticas terapêuticas simultaneamente médica e religiosa, destacamos: o mercado de bens espirituais, as estratégias utilizadas no processo de produção e distribuição dos serviços terapêuticos espíritas e a circulação de bens de salvação dentro do campo religioso.

Powered by OrdaSoft!