UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM EDUCAÇÃO

 

ELIANE DE CHRISTO OLIVEIRA

 

ANÁLIA FRANCO E A ASSOCIAÇÃO FEMININA BENEFICENTE E INSTRUTIVA: IDÉIAS E PRÁTICAS EDUCATIVAS PARA A CRIANÇA E PARA A MULHER (1870 - 1920)

 

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-
Graduação Stricto Sensu em Educação da
Universidade São Francisco, como exigência à
obtenção do título de Mestre em Educação.
Linha de pesquisa: História, Historiografia e
Idéias Educacionais.

Orientador: Professor Doutor Moysés Kuhlmann Júnior

Itatiba
2007

Resumo

Este trabalho pretende discutir as práticas sociais e educativas na obra de Anália Franco, relacionado à educação da criança e das mulheres pobres, em São Paulo, no final do século XIX e início do XX, assim como se propõe a contribuir para análises sobre a circulação das idéias, das políticas, das iniciativas e práticas educativas, bem como dos materiais didáticos e pedagógicos que pensavam a educação das crianças neste período. A análise enfoca desde os fatores sociais que sensibilizaram Anália Franco, para a causa da criança pobre, perpassando sua formação no magistério e atuação na imprensa feminina, até a fundação da Associação Feminina Beneficente e Instrutiva (AFBI), no ano de 1901, em São Paulo, que teria disseminado pelo estado, cerca de 110 entidades, entre escolas maternais, asilos e creches, liceus e escolas noturnas, tanto para crianças abandonadas e órfãs, quanto para mulheres desamparadas e mães solteiras, sem distinção de credos e raças. O material didático, utilizado nas entidades, ligadas à AFBI, eram elaborados por Anália e impressos em tipografia, implementada pela Associação. Parte deste material, como o Manual das Escolas Maternaes, Revista Álbum das Meninas e Relatórios da AFBI, fazem parte das fontes de pesquisa, que analisamos neste trabalho, assim como fotografias registradas na época.

Palavras-chave: Infância, Educação, Emancipação Feminina, Instituição.

Powered by OrdaSoft!