Filho de Hermógenes Ernesto de Araujo e de Jerônima Pereira de Almeida, Eurípedes Barsanulfo nasceu no dia 1o de maio de 1880. Um dos grandes trabalhadores do Espiritismo, o Apóstolo do Triângulo, como é conhecido, nasceu em Sacramento-MG, situado a 80 Km de Uberaba. 

Não foi, de pronto, um espírita. A sua conversão se deu quando o seu tio, Mariano da Cunha lhe presenteou com o livro Depois da Morte, de autoria do filosofo francês Leon Denis.

O seu tio, que era carinhosamente chamado de Tio Sinho, há algum tempo já fazia parte do grupo de pessoas que estudavam o Espiritismo na fazenda Santa Maria, propriedade localizada a cerca de 14 Km de Sacramento.

Foi na sexta-feira da Paixão do ano de 1904 que Eurípedes Barsanulfo, acompanhado do amigo José Martins Borges, foi assistir a uma sessão espírita na fazenda Santa Maria, segundo narra o livro Eurípedes, o Homem e a Missão, de Corina Novelino.

Encantado com o que vira e sentira, dias depois voltou a Santa Maria. Assistiu a nova sessão. Na ocasião, recebeu de Vicente de Paulo uma mensagem que o convoca a assumir a Terceira Revelação. Meu filho, as portas de Sacramento vão fechar-se para você. Os amigos afastar-se-ão. A própria família revoltar-se-a. Mas, não se importe. Proclame sempre, a Verdade, porque, a partir desta hora, as responsabilidades de seu Espírito se ampliarão ilimitadamente, diz o benfeitor.

Eurípedes retorna a Sacramento. Desliga-se da congregação Vicente de Paulo, que era de influência católica. É mal entendido por familiares e amigos. Mas, espírito ativo, persistente, não se deixa cair na malha da intriga e trabalha incansavelmente. No ano de 1905 funda o Grupo Espírita Esperança e Caridade, entidade na qual presta assistencia social e espiritual aos necessitados do corpo e do espírito. No dia 1º de abril de 1907 fundou o Colégio Allan Kardec, instituição que, entre outras disciplinas, ensina Astronomia e Fundamentos da Doutrina Espírita.

Sob a orientação de Bezerra de Menezes, algum tempo depois, fundou a Farmácia Espírita Esperança e Caridade, que conta com apoio de laboratório que funciona ao seu lado. Em nenhuma de suas atividades Eurípedes visava retorno pecuniário. Alma elevada, compreendia que a linguagem universal chama-se fraternidade.

Entre 1907 e 1912, Eurípedes Barsanulfo foi vereador de Sacramento. Trabalhou, e muito, em benefício da comunidade. Apesar de sua dedicação aos pobres, não foi compreendido por gente da Igreja e acabou sendo perseguido.

Eurípedes Barsanulfo desencarnou no dia 1º de novembro de 1918.

Foi ele o dinamismo em pessoa. Há quem afirme que fora a reencarnação do escravo Rufo, em cristão praticante que aparece no livro Ave Cristo de Emmanuel, através de Chico Xavier.

Eurípedes deixou história, uma história rica, humana e profunda.

Continua ele sendo, no Plano Espiritual, um dos maiores missionários do Espiritismo.


Texto de Eduardo Basílio por José Basílio
Powered by OrdaSoft!