Resposta à carta aberta ao Prof. Rivail*

 

Estimado amigo Carlos,

Temos a felicidade de dizer algumas palavras em resposta a sua agradável carta que com certeza se refere a muitos amigos e amigas encarnadas e desencarnadas nesse momento.

Suas indagações e ponderações são dignas de nota de quem trabalhou arduamente em benefício de muitos no chão em que pisou anteriormente.

O mestre lionês acompanha de perto o movimento espírita mundial e especialmente brasileiro.

A simplicidade de outrora reflete no agora e sempre. Ele aguarda com muita serenidade o tempo em que as certezas serão maiores que as dúvidas do momento.

Os tempos sempre se refletiram em muita dificuldade de compreensão dada a amplitude dos espíritos no desenvolvimento intelectual e moral que marcam as fases da vida como um todo.

Progredir sempre, tal é a lei.

Não devemos nos acomodar com as inquietudes que passamos, assim como não devemos nos afobar e cairmos no deslumbre ilusório do maravilhoso.

A humildade é o melhor dos nossos sentimentos que adquirimos ao longo dos tempos com muito sofrimento ao passarmos pelos caminhos da humilhação, depressão, sentimento de inferioridade e escárnios humanos.

Mas ao atingirmos o patamar da sabedoria, somos capazes de discernir o joio do trigo, conforme o Mestre Jesus nos ensinou, em significado dos tempos lentos e cansativos e dos avanços na verdade, verdadeira.

Ao notificar os efeitos do crescimento do movimento espirita em fases de conflitos e união, reconhecemos o real seguimentos dos fatos conforme já definido anteriormente e que continuarão no futuro.

Divergências serão convergidas à medida que a ciência descobre o véu da ignorância humana, facilitando o entendimento coerente e verdadeiro.

Quanta criação e inovação ocorre em ambiente de diversidade de pensamentos. A busca de solução de desconforto promove aprendizado constante e seguro.

O abuso do poder em condições inabilitadas marca o peso da inferioridade que partirá em busca de reparação e retorno em busca da verdade.

O nosso Allan Kardec não está parado como muitos imaginam e seus inimigos gostariam. Ele acompanha muito mais de perto que possam imaginar e, certamente, está feliz diante de magnífico progresso assim relatado.

Entretanto, não esperem que ele assuma as rédeas de tão ampla tarefa diante da infinita evolução da humanidade.

A semente foi muito bem semeada em solo arduamente preparado e fortalecido. Muitos colaboraram e edificaram a nova era. Não há mais o retroagir.

Outros continuam e continuarão esse exemplar trabalho, assim como, o lar infinito acolhe inúmeros missionários voluntários para a grande tarefa regenerada da Terra.

A cada novo tempo, o planejamento é redobrado e aqueles que não podem preservar atividades compartilhadoras da sustentabilidade da vida, deverão seguir outros mundos em defesa do planeta Terra.

A cada um dos sedentos ao trabalho da espiritualização do ser é dado a contribuir dentro das necessidades e equilíbrio da vida recebendo o mérito pelo forçoso bem maior. Como dissemos, jamais esqueçam a humildade! Porém, aqueles que querem atropelar o bem-estar das consciências, devem ficar atentos para evitar a horrível decepção e necessidade de reparos. Digo: Orai e Vigiai.

Enfim, reconhecemos os esforços e agradecemos profundamente a todos que empunham a bandeira da fraternidade com humildade e de mãos dadas oramos a Deus todo Poderoso ao lado do nosso querido irmão de trabalho no bem comum, Kardec.

Fénelon

 

 

Mensagem psicografada por Raul Franzolin Neto em 05/03/2016

*Carta aberta ao Prof. Rivail por Carlos Alberto Iglesia Bernado...Boletim GEAE 557

 

Fonte: Boletin GEAE 557

Powered by OrdaSoft!