Filho de Hermógenes Ernesto de Araujo e de Jerônima Pereira de Almeida, Eurípedes Barsanulfo nasceu no dia 1o de maio de 1880. Um dos grandes trabalhadores do Espiritismo, o Apóstolo do Triângulo, como é conhecido, nasceu em Sacramento-MG, situado a 80 Km de Uberaba. 

Não foi, de pronto, um espírita. A sua conversão se deu quando o seu tio, Mariano da Cunha lhe presenteou com o livro Depois da Morte, de autoria do filosofo francês Leon Denis.

O seu tio, que era carinhosamente chamado de Tio Sinho, há algum tempo já fazia parte do grupo de pessoas que estudavam o Espiritismo na fazenda Santa Maria, propriedade localizada a cerca de 14 Km de Sacramento.

Foi na sexta-feira da Paixão do ano de 1904 que Eurípedes Barsanulfo, acompanhado do amigo José Martins Borges, foi assistir a uma sessão espírita na fazenda Santa Maria, segundo narra o livro Eurípedes, o Homem e a Missão, de Corina Novelino.

Encantado com o que vira e sentira, dias depois voltou a Santa Maria. Assistiu a nova sessão. Na ocasião, recebeu de Vicente de Paulo uma mensagem que o convoca a assumir a Terceira Revelação. Meu filho, as portas de Sacramento vão fechar-se para você. Os amigos afastar-se-ão. A própria família revoltar-se-a. Mas, não se importe. Proclame sempre, a Verdade, porque, a partir desta hora, as responsabilidades de seu Espírito se ampliarão ilimitadamente, diz o benfeitor.

Eurípedes retorna a Sacramento. Desliga-se da congregação Vicente de Paulo, que era de influência católica. É mal entendido por familiares e amigos. Mas, espírito ativo, persistente, não se deixa cair na malha da intriga e trabalha incansavelmente. No ano de 1905 funda o Grupo Espírita Esperança e Caridade, entidade na qual presta assistencia social e espiritual aos necessitados do corpo e do espírito. No dia 1º de abril de 1907 fundou o Colégio Allan Kardec, instituição que, entre outras disciplinas, ensina Astronomia e Fundamentos da Doutrina Espírita.

Sob a orientação de Bezerra de Menezes, algum tempo depois, fundou a Farmácia Espírita Esperança e Caridade, que conta com apoio de laboratório que funciona ao seu lado. Em nenhuma de suas atividades Eurípedes visava retorno pecuniário. Alma elevada, compreendia que a linguagem universal chama-se fraternidade.

Entre 1907 e 1912, Eurípedes Barsanulfo foi vereador de Sacramento. Trabalhou, e muito, em benefício da comunidade. Apesar de sua dedicação aos pobres, não foi compreendido por gente da Igreja e acabou sendo perseguido.

Eurípedes Barsanulfo desencarnou no dia 1º de novembro de 1918.

Foi ele o dinamismo em pessoa. Há quem afirme que fora a reencarnação do escravo Rufo, em cristão praticante que aparece no livro Ave Cristo de Emmanuel, através de Chico Xavier.

Eurípedes deixou história, uma história rica, humana e profunda.

Continua ele sendo, no Plano Espiritual, um dos maiores missionários do Espiritismo.


Texto de Eduardo Basílio por José Basílio

Este texto você não pode deixer de ler!

religiao espirita

CDOR 18

Powered by OrdaSoft!