Tratado da angústia, do sofrimento e da infelicidade

Sernion 

Sonhar com o passado reflete a vida no presente.

Viver no presente reflete a vida no futuro.

Viver no futuro reflete o infinito e eterno propósito de felicidade e maravilhosa alegria da vida.

Muitas pessoas se sentem desprotegidas e desamparadas pelas dolorosas provações que estão enfrentando.

Muitos admitem terem sido excluídos do grande projeto da vida maior que leva aos propósitos de alegrias e felicidades.

Outros em fim pensam que jamais mereceriam estar no meio dos mais privilegiados e amparados homens de sabedoria e habilidades impecáveis.

Não, meus irmãos. Não sigam por esse caminho da infelicidade e do desperdício de passagens muito e muito mais amplas e serenas.

Basta acreditar na sua própria força e natureza divina que temos como filhos do Pai Eterno.

Acreditar significa mudar sempre de posição em busca de um bem maior e não se lastimar pelo momento impróprio.

Perfilhar amplos impulsos de caridade e humildade em favor do próximo significa abrir novas portas no caminho da beleza infinita.

Quando desejamos seguir em busca de novos e melhores tempos, sabemos que muito temos que crescer e muito devemos ceder.

Mas o restante do sacrifício é sempre a paz, a beleza verdadeira e a gratidão por tantos que nos apoiaram.

A nova medida de fraternidade é a magnificência do amor e a vida em solidariedade em laços fortes e vibrantes.

Descendo aos meios inferiores poderemos ver a distância percorrida e que jamais poderemos retroceder em nossos corações.

Viver em escalas menores é dádiva para a perfeição.

O sofrimento que ora parece infindável não é senão um milionésimo de segundo na eternidade, tempo a ser definido.

Estamos lamentando o tempo que perdemos agora mesmo.

Lamentando algo que deveríamos estar predisposto a amar.

Oportunidades de bênçãos e de desejos de muitos e que infelizmente permanecem aguardando ansiosos as decisões a cargo da Lei Divina.

Passageiros da destreza e da labuta é momento de glória para o bem maior e a paz desejada e sonhada.

Quando o fracasso acompanha e a angustia tocar no fundo da alma do ser que se sente o mais indesejado dos seres é a hora da glória maior.

É a hora da luta verdadeira e dos pontos de retomada para uma fase superior da vida.

Não se pode deixar essa humilíssima oportunidade e sim agarra-la como se fosse a força do sol aquecendo a vida no planeta Terra.

Como se fosse a chuva junto com o calor germinando a semente e desenvolvendo a vida.

Das dores surgem a sabedoria e a bondade numa relação direta entre a humanidade, significando novas relações e infinita felicidade.

Pensar em humanizar só mesmo a partir de cada um dos humanizados.

Angustia é dever cumprido e aprendizado sublime para alcançar as esferas mais elevadas.

Mensagem psicografada por Raul Franzolin Neto em 11/03/2006